Ipatinga, 4 de Julho de 2020
NOTÍCIAS

Redes sociais são aliadas de pessoas que querem emagrecer

Acompanhar o emagrecimento de outros nas redes sociais tem ajudado muita gente a seguir o mesmo caminho. Eles perderam dezenas de quilos e contam diariamente o que fazem para manter a silhueta e não voltar a engordar


O blog de Michelle Franzoni, que perdeu 33 quilos, é u dos mais acessados

“Vamos emagrecer juntos? Vem comigo.” O convite é do @gordodiario, perfil do professor de inglês Rodrigo Dias, conhecido como Zebu, que, desde o início do ano, compartilha com seus quase 2 mil seguidores no Instagram – rede social de fotos mais popular do mundo – os duros passos dados na longa caminhada rumo ao emagrecimento. Em seis meses, já deixou para trás 45 quilos. E quer mais.

A estudante de odontologia de Alfenas, no Sul de Minas, Aline Munhoz é dona da conta @blogdadieta. Em 10 meses, atraiu quase 30 mil seguidores que, como ela, estão na busca por um corpo saudável e uma deita balanceada. No arquivo de fotos ela mostra suas refeições, rotina de exercícios e a estimulante conquista de resultados com fotos de como estava antes e atualmente, com 18 quilos a menos.

Assim como Rodrigo e Aline, contas de pessoas comuns que querem mostrar a dura luta contra a balança se multiplicam pelo Instagram e atraem milhares de apoiadores. Muito distantes das dietas milagrosas, esses aspirantes a ex-gordinhos revelam a rotina diária, entremeada de altos e baixos, recaídas, conquistas e, acima de tudo, muita força de vontade. Apontam como cada quilo perdido exige esforço, dedicação e foco. Como cada salgado ou doce recusados são uma vitória pessoal, digna de comemoração compartilhada entre os seguidores.

O Instagram virou uma verdadeira vitrine para troca de experiências. A ajuda não para por aí. Nutricionistas também aderiram à rede social e engrossam o time dos adeptos da reeducação alimentar associada a receitas e exercícios físicos. “A gente se sente amparado, parte de um grupo e vê que tem pessoas como nós no mundo”, afirma Rodrigo.

Saber filtrar o que se enquadra na sua realidade é fundamental para tirar o melhor proveito dessa nova ferramenta. Para isso, ter um profissional especializado deve fazer parte do processo.

SANTO INSTAGRAM

Rede social atua como aliado de pessoas que lutam para emagrecer, conquistando milhares de internautas

Cansada de dietas milagrosas que prometem mundos e fundos, mas que no frigir dos ovos são mais combustível para o famoso efeito sanfona, a estudante de odontologia Aline Munhoz decidiu, em novembro do ano passado, que era hora de mudar. “Já havia feito dieta de ficar uma semana só tomando leite, outra de beber suco de limão por 10 dias. Realmente, emagreci 25 quilos e cheguei a pesar 56 quilos, mas depois voltei a engordar. Bati os 88 quilos e tenho 1,65 metro”, lembra. No início, procurou ajuda de uma nutricionista e depois resolveu seguir sozinha. Foi no Instagram que conseguiu um dos maiores suportes para levar a cabo a luta que travou a vida toda contra os quilinhos a mais.

Começou anônima, com medo de não dar conta e ser julgada pelo possível fracasso. Somente quando atingiu 10 mil seguidores resolveu revelar sua identidade. “Não fiz campanha para ter mais pessoas me acompanhando. Elas vieram naturalmente, porque acredito que hoje todo mundo quer ter uma vida saudável e vê no Instagram que isso é possível”, afirma. A própria Aline acompanha outros perfis e blogueiras que lhe serviram de inspiração e garante que os benefícios de expor a fase de emagrecimento são grandes. Hoje, ela pesa 70 quilos e pretende chegar aos 57. “As pessoas comentam, elogiam meu progresso e me dão força. Quando vou comer alguma coisa errada, logo penso nas fotos que vou colocar e desisto”, afirma.

O mesmo ocorre com Rodrigo Dias, de 32 anos, dono do perfil Gordo Diário no Instagram, Facebook e YouTube. “A gente cria um comprometimento com essas pessoas que todos os dias têm uma palavra amiga, de carinho e apoio, comentam e curtem nossas fotos”, afirma. “Não posso falhar com elas. Não posso dar mau exemplo. Essa é uma das coisas que me impedem de pisar na jaca”, garante.

Desde março deste ano, Rodrigo divulga seu progresso diário, fruto de muita malhação e reeducação alimentar. Já perdeu 45 quilos e ainda pretende perder outros 15. “A maioria dos meus seguidores é de gordos, brigando contra a balança assim como eu. Tenho que mostrar que eles podem lutar mais e ir mais longe. Se eu posso, todo mundo pode”, fala com convicção.

EMPURRÃO

Foi este tipo de motivação que mexeu com a relações-públicas Ana Paula Pinheiro, de 25, de Ponta Grossa (PR). Dona do perfil @apaulitcha, com 13 mil seguidores, Paula tem uma história diferente. “Sempre fui magrinha. Em 2010, ia colocar silicone e aproveitei para fazer uma lipo”, lembra. Para ela, esse foi o grande erro. Amparada pela cirurgia, ela começou a comer como nunca e o resultado foram quase 20 quilos a mais. “Passei de 58 para 77 quilos. Quando fiz meu Instagram, comecei a fuçar a conta de outras pessoas e cheguei no @blogdamimis. Ela começou a curtir os pratos que eu colocava e começamos a conversar”, conta Paula.

Com vontade de voltar ao corpo que tinha, ela encontrou em Michelle Franzoni, dona do Blog da Mimis – um dos mais populares do gênero (leia ao lado) – um grande empurrão. “Ela dizia que eu conseguiria ser ainda melhor e me deu muita força”, comenta.

Daí pra frente Paula não viu mais barreiras e encontrou na rede social de fotos uma arma contra a preguiça e o desânimo. “Quero incentivar outras pessoas, assim como fui incentivada. Perdi 13% de gordura, 11 centímetros de quadril e agora quero ter gominhos na barriga”, planeja. Se comete um deslize, também posta para que todos vejam que faz parte da caminhada. “Mas no outro dia tem suco detox, como menos e malho mais. Sou ser humano, mas sei que tenho que perder essas calorias extras.”

TRES PERGUNTAS PARA MICHELLE FRANZONI, Audora do blog das Mimis:

Por que você resolveu compartilhar as conquistas no Instagram?

Acredito que tanto escrever como ler são importantes para adquirir hábitos saudáveis e conquistar suas metas. Relatar seu dia a dia, suas conquistas e problemas enfrentados nos ajuda a refletir sobre o processo. E ainda auxilia diversas outras pessoas que acompanham seus relatos. Assim, há um ano comecei o Blog da Mimis, após ter emagrecido 33 quilos e adquirido um estilo de vida saudável. Meu objetivo é mostrar aos seguidores que é possível buscar não apenas o emagrecimento, mas sim uma vida saudável, com alimentação adequada e mostrando também que se alimentar da forma correta não é nenhum sacrifício, e sim uma adaptação.

Como avalia essa tendência de o Instagram das pessoas criar verdadeiros diários de emagrecimento? É benéfico ou exige alguns cuidados?

Avalio de forma positiva desde que seja usado de forma correta. É preciso saber lidar com a exposição e tentar separar ao máximo a vida pessoal e da pública. Saber até onde os seguidores ou leitores podem interferir na sua intimidade. É preciso também saber lidar com o público. Infelizmente, algumas pessoas estão ali apenas para criticar com maldade, e para essas, a indiferença é a melhor resposta. Porém, a grande maioria está ali para aprender e admirar suas experiências e conquistas. É preciso cuidado com o que se posta e até com as publicidades que se faz. Quando você tem um blog de qualidade de vida, sua responsabilidade está diretamente relacionada à saúde do seguidor. E isso é coisa séria.

Por que tanta gente tem se exposto no Instagram com essa proposta de mostrar a evolução na perda de peso? E por que tantos outros vêm seguindo esses perfis?

A formação de redes de indivíduos com objetivos comuns é um dos maiores recursos usados para gerar conhecimento. O Instagram, como aplicativo social, vem também com esse propósito. As pessoas se unem em prol de um objetivo: a vida saudável. Ali se encontram e compartilham conhecimento pessoas de lugares distantes, unidas pelo mesmo fator. Às vezes seu círculo de amizade convencional ou sua família não querem saber de suas conquistas ou de ajudar. Então, esses grupos estão ali para isso. E dá supercerto.

87 QUILOS MAIS MAGRA

Mineira de BH dá dicas para seus 4,6 mil seguidores incluindo fotos, informações sobre calorias e receitas

“Com apenas 116 calorias em cada 100 gramas, a batata-doce é fonte de vitamina C, fósforo e potássio, o que garante energia para o metabolismo.” “O pepino é fonte de vitaminas, minerais e fibras que trazem benefícios para a pele, cabelo e unhas, além de ter uma grande quantidade de água, tornando-se diurético.” Essas são apenas algumas dicas que a blogueira de Belo Horizonte Tiane Brites, responsável pela conta @magraemergente, coloca em seu Instagram todos os dias para incentivar seus 4,6 mil seguidores a adotar uma dieta rica em alimentos saudáveis. Ela mesma teve que aprender a real função de cada um deles há pouco mais de seis anos, quando passou por uma cirurgia bariátrica.

Na época, Tiane pesava 145 quilos, e hoje ela está com incríveis 58. São 87 quilos eliminados e uma nova vida descoberta. “A redução de estômago me ajudou no processo de eliminação de peso, mas não adianta só sentar no sofá e esperar o emagrecimento. O resto do processo é comigo e a minha parte foi mudar a alimentação e fazer atividade física. Hoje sou corredora amadora”, conta com o orgulho de quem já alcançou a casa dos 18 quilômetros corridos. “Em um ano e oito meses perdi os 87 quilos”, lembra.

O Instagram entrou em sua rotina em setembro de 2011 e Tiane logo viu retorno para as fotos que postava diariamente. “As pessoas começaram a me seguir e pedir dicas. Quando coloco alguma coisa que fiz para o café da manhã, querem saber como preparar, e assim vou orientando do jeito que posso”, afirma a blogueira. A prática é comum a todos que criaram um verdadeiro diário de perda de peso nas redes sociais. Fotos de pratos, barras de proteína, frutas e legumes, chás e suplementos, sem contar vídeos com sugestões de todo tipo de exercício físico, que se alastram.

Profissionais da área de nutrição aderiram à ideia e também estão atraindo seguidores ávidos por informações. A nutricionista funcional e esportiva Moema Ferro, de Maceió (AL) já conta com 11,2 mil interessados em suas postagens. Ela garante que o grande objetivo é despertar as pessoas para a infinidade de possibilidades que a nutrição proporciona. “Quero tirar o mito de que dieta é ruim, sem graça. Mostro pratos bonitos, saborosos e que tenham alimentos nutritivos. Coloco coisas do dia a dia que possam servir de estímulo”, afirma.

PARCIMÔNIA

O importante é ter discernimento e consciência de que os alimentos não servem para todos. “O que vai nutrir um pode causar intolerância em outro. É importante deixar claro que se trata de algo muito individual. A realidade de um é diferente da do outro”, alerta Moema. Ciente disso, o professor de inglês Rodrigo Dias, do @gordodiario, lembra o quanto é importante ter um profissional ao lado para aprender a filtrar o que circula no Instagram. “Somos bombardeados com informações que não conseguimos verificar se são certas ou não. E na rede social aparecem muitos alimentos modinha”, alerta. “O ideal é ter um nutricionista para montar um programa individual e ir para o Instagram para aprender receitas novas e dicas, mas tudo filtrado com a ajuda do profissional que está te acompanhando”, orienta.

A FORÇA DO GRUPO

Amparo, motivação, palavras de carinho. Todos esses fatores são apontados como os grandes responsáveis pela alta exposição do corpo e da rotina de vida nas redes sociais. “Sigo pessoas com as quais tenho afinidade e que também estão engajadas. Isso é um grande motivador”, afirma a Magra Emergente, Tiane Brites. “Vemos pessoas que estão sempre lá, comentando e curtindo as nossas fotos. Vamos criando um verdadeiro carinho por elas, o que nos motiva muito a continuar”, acrescenta Rodrigo Dias, do @gordodiario.

Para a psiquiatra e psicanalista Gilda Paoliello, o ato de compartilhar a experiência de perda de peso no Instagram, Facebook ou YouTube se assemelha ao que ocorre nos grupos Alcóolicos Anônimos ou Vigilantes do Peso. “Todos têm um objetivo comum. Cada um vai se identificar com alguns traços do grupo e vai construir uma verdadeira bengala na qual pode se apoiar”, explica. Para Aline Dias Munhoz, dona do Blog da Dieta, a ajuda vinda de todos os lados é a grande vantagem criada pelas redes sociais. “Se coloco algum produto, logo vem alguém dar dica de outra marca ou aconselha a procurar algo mais natural”, comenta.

Gilda avalia o Instagram como uma área que permite catarse. “É um espaço para falar de coisas pessoais sem censura. Quando percebem que todos têm um problema em comum, as questões individuais perdem intensidade e as dificuldades diminuem, assim como a angústia. Esse papel terapêutico é muito importante”, garante. O efeito multiplicador desses perfis explica o fato de serem tão populares. “É uma verdadeira galeria de espelhos em cada um se reflete no outro. Mesmo aqueles que não participam ativamente, conseguem se identificar”, observa a psiquiatra.

Fonte: EM




 

Copyright © 2012 Todos os Direitos Reservado - www.euamoipatinga.com.br
Eu Amo Ipatinga - E-mall : contato@euamoipatinga.com.br