Ipatinga, 11 de Julho de 2020
NOTÍCIAS

Com um médico, UTI móvel do SAMU fica parada no fim de semana

- Unidade é responsável por atendimentos graves e pode reduzir em até 20% número de mortes; Prefeitura afirmou que irá contratar mais profissionais concursados


Sede do Samu de Ipatinga: atendimentos de urgência podem ficar comprometidos no fim de semana (Crédito: Nadieli Sather)

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) de Ipatinga irá operar com apenas um médico no sábado e domingo de carnaval, o que irá resultar na paralisação da Unidade de Suporte Avançado (USA).

A USA é uma ambulância equipada com aparelhos e equipamentos semelhantes ao de uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI) hospitalar. Segundo determinação do Ministério da Saúde, a equipe da Unidade deve ser formada por um condutor socorrista, um médico e um enfermeiro. Entretanto, a escala de plantão dos médicos do Samu prevê que apenas um profissional será mantido no trabalho no próximo sábado (8) e no domingo (9) durante o dia. No Serviço, porém, existe a necessidade de pelo menos mais um médico plantonista para realizar os atendimentos telefônicos para triagem.

A informação foi obtida por meio de um funcionário do Samu, e confirmada por outros dois, um deles com acesso direto à escala de plantões. Ainda de acordo com esses funcionários, a situação é comum e vem acontecendo frequentemente nos finais de semana.

A USA é utilizada em ocasiões de difícil deslocamento dos pacientes, como no incêndio da boate Kiss em Santa Maria, no Rio Grande do Sul. Ela é equipada com um sistema que ajuda a salvar vítimas de doenças cardiovasculares graves e que permite ao profissional de saúde obter um diagnóstico mais preciso do paciente ainda no local da ocorrência, antes do deslocamento para o hospital. O procedimento pode reduzir em até 20% o número de mortes por doenças do coração.

CONTRATOS IRREGULARES

O problema é reflexo de uma situação antiga do Samu de Ipatinga, que possui em seu quadro, atualmente, 14 médicos plantonistas. Esse número está comprometido devido a dois pedidos de demissão que teriam ocorrido esta semana e mais um pedido de afastamento não remunerado feito por parte de um médico. A Prefeitura contestou a informação afirmando que até esta quinta-feira (7) não havia recebido nenhum pedido de demissão de profissionais do Samu.

Outro ponto polêmico envolvendo o Serviço é a questão dos trabalhadores contratados. O Samu vem mantendo em seu quadro vários funcionários sob regime de contrato, o que é proibido por lei.

No caso dos médicos, por exemplo, muitos que trabalham no local são contratados e alguns estão, inclusive, com os documentos vencidos. A situação se estendia também aos técnicos de enfermagem e condutores, mas a Prefeitura vem convocando os aprovados no último concurso público, realizado em meados do ano passado. Desde o início do Governo de Cecília Ferramenta (PT) foram efetivados 13 técnicos de enfermagem e oito motoristas socorristas.

O último concurso para a área da saúde no município abriu 103 vagas para médicos, mas nenhum foi chamado até o momento para integrar a equipe do Samu. Em nota, a Prefeitura de Ipatinga afirmou que novas convocações estão previstas para ocorrer nos próximos dias.

SERVIÇO SUCATEADO

A Prefeitura diz que as alterações visam a melhorar o serviço prestado pelo Samu, que esteve em vias de ser paralisado durante a gestão de Robson Gomes (PPS). Na época, nem mesmo ambulâncias estavam disponíveis para o atendimento das urgências devido à falta de profissionais.

Os plantões chegaram a ser suspensos em dezembro do ano passado devido à ausência de médicos. O ex-prefeito também cortou a compensação financeira paga a todos os médicos que trabalham no setor de urgência e emergência - o benefício havia sido incorporado aos salários há seis anos e equivale a 50% do salário base. Um documento relatando os problemas de gestão dentro do SAMU foi protocolado no Ministério Público Federal e na Prefeitura no fim do ano passado pelos médicos.

Atendimento será normal, garante PMI

Ipatinga - A Prefeitura de Ipatinga afirmou que o atendimento do Samu durante o carnaval será feito normalmente e que esta semana a Secretaria Municipal de Saúde realizou a reorganização da escala de trabalho, mantendo a presença de pelo menos dois médicos plantonistas 24 horas por dia. Disse também que fez reparos na frota, que hoje conta com quatro ambulâncias para atendimento contra duas no início do ano. Informou ainda que trabalha na substituição dos funcionários contratados e que o serviço passou a operar na sua plenitude, o que não ocorria anteriormente.

Foto: http://www.diariopopularmg.com.br/vis_noticia.aspx?id=4499


 

Copyright © 2012 Todos os Direitos Reservado - www.euamoipatinga.com.br
Eu Amo Ipatinga - E-mall : contato@euamoipatinga.com.br