Ipatinga, 11 de Julho de 2020
NOTÍCIAS

Manifestantes fecham rodovias em mais um dia de protestos

Há interdições na BR-381, em dois trechos: Sabará e Betim. O entroncamento do Anel Rodoviário com a BR-356 também está fechado. Mais cedo a MG-020, na Região Norte de BH, também foi fechada por moradores


Trabalhadores e estudantes fecharam o entroncamento do Anel Rodoviário com a BR-356

A terça-feira começou com protestos de moradores em rodovias na Região Metropolitana de Belo Horizonte. Pelo menos três estradas ficaram fechadas logo no início da manhã por manifestantes insatisfeitos com as condições de transporte, problemas no trânsito e na segurança pública. Em todos os casos, a polícia negociou a liberação das vias porque o trânsito ficou impraticável. Os bombeiros também estiveram presentes para combater o fogo em pneus, lixo, galhos e pedaços de madeira.

A BR-381 está fechada em dois pontos. Há protestos no km 450, em Sabará, com interdiação dos dois sentidos e congestionamento de até 13 quilômetros. No local, cerca de 100 pessoas se mobilizam. No km 504 no Bairro Citrolândia, em Betim, moradores bloqueiam apenas a via marginal. Ontem, a BR ficou quase 12 horas fechada. Manifestantes do Bairro Citrolândia, bloquearam completamente as pistas e causaram engarrafamentos gigantes tanto no sentido BH quanto em direção a São Paulo. Representantes da população encontraram dificuldades em mobilizar os manifestantes e a desordem deu as caras durante o protesto de segunda-feira.

Moradores dos bairros Pilar e Olhos D´Água, na Região Oeste de BH, fecharam o entroncamento do Anel Rodoviário com a BR-356 nesta manhã. Os motoristas que sobem a rodovia no sentido Rio de Janeiro são impedidos de circular e o congestionamento chega a oito quilômetros nessa direção. No sentido contrário, há reflexos com engarrafamento de cinco quilômetros. Ônibus que atendem aos moradores da região do Barreiro precisaram fazer desvios por causa do protestos. De acordo com a PM, são cerca de 400 pessoas, entre trabalhadores e estudantes, que se mobilizam de forma pacífica, mas estão irredutíveis. Eles bloquearam a pista com incêndios de materiais inflamáveis. Dos cartazes, manifestantes pediram ""socorro autoridades"" e estudantes cantavam "da Copa eu abro mão, quero dinheiro pra saúde e educação".

Moradores do Bairro Ribeiro de Abreu, Região Norte da capital, também fecharam a MG-020 por volta de 5h30 desta terça, mas o movimento já se dispersou. Eles ameaçaram colocar fogo em ônibus, fecharam a via com incêndios, no entanto aceitaram as negociações com a polícia. De acordo com a corporação eram poucos manifestantes, cerca de 20, por isso foi mais fácil a desmobilização. A rodovia passa pela região norte e dá acesso à cidade de Santa Luzia, na Grande BH. O tráfego começa a flui lentamente, mas há grande engarrafamento por causa do protesto de mais cedo.

Na noite de ontem, o clima ficou muito tenso nas regiões norte e nordeste. Manifestantes depredaram pelo menos nove ônibus e incendiaram um carro em protestos. Os moradores reclamavam a falta de iluminação nos bairros e exigiam a instalação de passarelas nos trechos. Cerca de 60 policiais militares acompanharam a mobilização. A MG-020 foi fechada por volta das 18h nos bairros Novo Aarão Reis e Ribeiro de Abreu. Os moradores colocaram pneus e lixos na via e atearam fogo. Por volta das 21h10, militares conseguiram conversar com as lideranças do movimento que aceitaram terminar o protesto. Às 22h40, o trecho no Bairro Aarão Reis já havia sido completamente liberado. No entanto, a interdição no Ribeiro de Abreu foi mantida até as 23h. Somente às 23h45 toda a via foi liberada e o tráfego voltou a fluir por completo.

(Com Daniel Silveira, Landercy Hemerson, Marta Vieira, Guilherme Paranaíba)

Fonte: www.uai.com.br


 

Copyright © 2012 Todos os Direitos Reservado - www.euamoipatinga.com.br
Eu Amo Ipatinga - E-mall : contato@euamoipatinga.com.br